Acessibilidade

UGPE lança edital de licitação para implantação de metodologia de gerenciamento na gestão de obras

UGPE lança edital de licitação para implantação de metodologia de gerenciamento na gestão de obras

 

O Governo do Amazonas, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), lançou, no dia 23 de julho, o edital nº 003/2020 – CEL, na modalidade de Licitação Pública Nacional (LPN) para o financiamento do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). O certame trata da contratação de empresa para a implantação da metodologia de gerenciamento e gestão dos processos construtivos, chamada Building Information Modeling (BIM), que, em português, significa “Modelagem da Informação e Construção”.

Esta metodologia será implementada na UGPE, que é a secretaria responsável pela execução, fiscalização e acompanhamento das obras do Prosamim, assim como, na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra). Os recursos investidos no  Prosamim são provenientes de empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A UGPE pretende utilizar parte desses recursos para a implantação desse moderno e estratégico sistema.

O assessor de planejamento da UGPE, arquiteto Cristiano Almeida, afirma que o BIM é uma metodologia composta de diversas ferramentas que podem ser aplicadas no projeto, gestão, compatibilização e outras variáveis que se encontram na execução do projeto em si, bem como da obra.

“O BIM é uma metodologia que não é tão nova e no Brasil, vem sendo difundida pelo Governo Federal e pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Através da utilização dessa metodologia, nós conseguimos ter uma gestão da obra mais facilitada, conseguindo analisar melhor os prazos e consequentemente os custos, porque as revisões de projeto e alterações em campo são infinitamente menores”, afirmou o arquiteto.

O coordenador executivo da UGPE e engenheiro civil, Marcellus Campêlo, afirma que existem estudos que demonstram que a implantação dessa metodologia corrobora para a diminuição de até 30% do retrabalho na execução de um projeto.