Acessibilidade

Ação do Governo do Estado resguarda patrimônio em áreas abrangidas pelo Prosamim

Ação do Governo do Estado resguarda patrimônio em áreas abrangidas pelo Prosamim

 

O Governo do Amazonas, por meio do Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap), realizou, na manhã desta quarta-feira (24), pelo segundo dia consecutivo, operação visando ao resguardo do patrimônio do Estado em áreas de abrangência do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). A finalidade foi identificar ocupações e construções irregulares na rua 13 de Maio, bairro Colônia Oliveira Machado, zona sul da capital.

 

A ação conjunta entre secretarias do Estado e do Município abrangeu visita técnica para a realização de levantamento de logradouros invadidos através de imagens de drone. Além disso, também foi feito um trabalho de sensibilização sobre a importância da conservação dos espaços públicos e contra o mau uso das calçadas, estacionamentos irregulares e a consolidação de atividades comerciais.

 

Na ação desta manhã, os proprietários das atividades comerciais fixadas irregularmente em área desapropriada e indenizada pelo Prosamim, em 2009, foram informados sobre a proibição das mesmas e de futuras operações de reintegração de posse na localidade.

 

A ação teve o apoio das Polícias Civil e Militar, representados pelo grupo Marte e Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam); da Secretaria-Adjunta de Inteligência (SEAI), vinculada à Secretaria de Segurança Pública (SSP); da Secretaria de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra); Superintendência Estadual de Habitação (Suhab); Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb); Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e a Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE).

 

O Governo do Estado vem atuando para resguardar os investimentos em áreas que já foram desapropriadas e indenizadas para manter a qualidade de vida e a segurança das famílias reassentadas pelo Prosamim.

 

As denúncias contra ocupações irregulares podem ser realizadas ao Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas no Estado do Amazonas (Gipiap) através do telefone 3182-2848.