Acessibilidade

Prosamim realiza sensibilização em área de intervenção no igarapé do 40

Prosamim realiza sensibilização em área de intervenção no igarapé do 40

Técnicos e assistentes sociais da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) realizaram, na manhã desta quinta-feira (30/01), visitas às famílias do trecho da intervenção no igarapé do 40, que está localizado no bairro Japiim, zona sul de Manaus.

 

A equipe da UGPE realizou essas visitas com o objetivo de informar os moradores sobre a documentação que será exigida pela Superintendência Estadual de Estado de Habitação (Suhab). As residências serão removidas devido a uma intervenção do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim).

 

As visitas de sensibilização no trecho do igarapé do 40 estão ocorrendo há dois dias e representam a continuidade dos trabalhos da força-tarefa montada no último trimestre de 2019. Os assistentes sociais e técnicos do Prosamim têm visitado cerca de 140 famílias por dia nessas sensibilizações, que visam agilizar todas as fases do processo de desapropriação do leito do igarapé do 40 e que serão beneficiados nessa fase de conclusão do Prosamim III.

 

A assistente social do Prosamim, Marisa Lopes, afirma que essas sensibilizações no leito do igarapé do 40, compreendendo os trechos entre as avenidas Silves e Maués, tem como objetivo principal, agilizar a situação documental das famílias, para que os processos de desapropriação, avaliação e pagamentos realizados pela Suhab, tenham a celeridade necessária para o cumprimento das metas e dos prazos estipulados para o início das intervenções.

Morador da área há 35 anos e uma das lideranças comunitárias da localidade, Claudio Coimbra Gualberto afirmou que todos estão muito contentes com a chegada do programa ao local, e que não vê a hora de ver todos os moradores da área serem retirados daquelas condições.

 

“A gente fica feliz de ser retirado, pois todos os anos vem a cheia dos igarapés e todos nós passamos por vários tipos de problemas trazidos pelas enchentes, como insetos, animais, lixo e doenças. E agora, não só eu, mas toda a comunidade está na expectativa de sair dessas condições”, afirmou o líder comunitário.

O coordenador executivo da UGPE, engenheiro civil Marcellus Campêlo, afirma que as intervenções do Prosamim envolvem várias secretarias, e que esse trabalho inicia com a fase do cadastro das pessoas que serão retiradas de áreas de risco ou alagadiças, segue com a execução das obras, em que são necessárias várias certidões e autorizações, e pode permanecer por até 10 anos após a conclusão das obras dos residenciais previstos no programa.

 

Prosamim Silves-Maués – A obra no trecho Silves-Maués é uma ação complementar do Prosamim. As intervenções irão contemplar a área com a construção de uma nova via interligando a avenida Silves e avenida Maués, que será uma nova alternativa de trajeto ligando o Distrito Industrial à área central da cidade, por meio da Manaus Moderna.

 

O projeto vai recompor a flora do local, com paisagismo, criação de áreas de convívio social, áreas para práticas de esporte, praças, academia ao ar livre, quadras multiuso e a revitalização do campo do Betanhão. As obras do trecho Silves e Maués são uma das últimas áreas de alagação da parte central de Manaus.