Acessibilidade

Técnicos da UGPE fazem vistorias nos equipamentos da ETE Educandos

Técnicos da UGPE fazem vistorias nos equipamentos da ETE Educandos

 

Os testes em equipamentos da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está sendo construída pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), no bairro do Educandos, zona sul, continuam sendo realizados para garantir a boa execução da obra para a população. Nesta quinta-feira (12), técnicos e engenheiros da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE) estiveram na cidade de Louveira, em São Paulo, para avaliarem os maquinários que vão trabalhar a parte de processamento de materiais sólidos da ETE.

Entre os equipamentos testados estão o preparador de polímero; adensador de lodo e a centrífuga. O lodo é um sedimento gerado em diversos processos industriais, bem como no tratamento de água ou de esgoto, além de ser um efluente sanitário e industrial, composto por água, cuja parte sólida pode ser orgânica ou inorgânica. E, para que o transporte desses sedimentos seja menos custoso e tenham uma destinação melhor, é preciso que o lodo seja desidratado, em um processo chamado de desaguamento. Com esse processo, a água pode ser reaproveitada e o volume a ser transportado, que passa a ser composto apenas pela parte sólida, diminui consideravelmente.

A Estação de Tratamento de Esgoto tem o objetivo de fazer a correta captação de efluentes que saem das casas para melhorar o abastecimento nessas localidades e reduzir o índice de poluição nas águas do rio Negro. Os investimentos na ETE Educandos fazem parte do Prosamim III e alcançam o valor aproximando de R$ 40 milhões, sendo 70% recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e 30% de contrapartida do Governo do Amazonas. A previsão de inauguração é até final do segundo semestre de 2020.

“Esse foi mais um teste realizado com os equipamentos da ETE. No início deste ano, testamos na Bélgica os sopradores de baixa pressão que serão utilizados na ETE. Os sopradores testados e aprovados são de alta tecnologia e serão os mais modernos instalados em Manaus. Queremos que o maior benefício da estação de tratamento seja realizado em nossa cidade para colaborar com as melhorias do nosso saneamento”, disse o coordenador executivo da UGPE, Marcellus Campêlo.

Obras de Saneamento Básico – O sistema de esgoto que vem sendo executado pelo Governo do Estado em Manaus é composto por 24km de redes de coleta de esgoto nos bairros da Bacia do São Raimundo, que são interligadas nas residências, cujo destino inicial são as seis elevatórias de esgoto que estão distribuídas nos principais bairros das zonas sul e oeste. Essas elevatórias são responsáveis pelo envio do efluente até seu destino final, que será a ETE. As seis estações elevatórias de esgoto serão responsáveis por receber os efluentes das redes de coleta dos esgotos das residências. Essas elevatórias são compostas por modernas bombas que farão o bombeamento desses efluentes até à Estação de Tratamento de Esgoto.